CAPÍTULOS DO LIVRO

A Arte de Nascer

  • Posted on: 4 September 2018
  • By: admin

A postura deitada para o parto, com as pernas elevadas constituía uma exceção até há trezentos anos.

As mulheres tinham seus filhos sentadas em cadeiras, de cócoras e de joelhos. Deitavam-se quando muito cansadas, ou em situações críticas. Para as diversas escolas de medicina européia, deitar uma mulher em seu trabalho de parto era considerado má prática médica.

Qual a diferença entre um parto em que a futura mãe pode andar livremente e é estimulada para tal, e na hora de parir assume uma posição vertical, daquela em que essa mesma mãe é condicionada a ficar deitada e no momento do nascimento apoia-se no seu dorso com as pernas para cima?