CAPÍTULOS DO LIVRO

Medicina Tibetana

  • Posted on: 16 October 2018
  • By: claudio

A Medicina tibetana tem uma descrição detalhada da concepção e da formação do feto: [...] o sêmen perfeito, o sangue menstrual e a mente do estado intermediário (bar-do) impulsionado pelo karma certo.

Se a mente que está no bar-do se identifica com o sêmen e é atraído pela mãe e desgosta do pai, nascerá como um menino. Se se identifica com o sangue menstrual da mãe, que deve estar no tempo certo, e sente raiva da mãe, então nascerá uma menina. Assim, é essencial que a atração por um pai e o ódio pelo outro sejam sentidos para que um novo corpo se forme. Se nenhum desses sentimentos ocorre, não haverá concepção.

[...] Em adição ao sêmen, sangue menstrual e consciência, são necessários os cinco elementos da terra, da água, do fogo, do ar e do espaço. A terra auxilia o feto a ser sólido; a água auxilia-o a ser coeso; o fogo, a ser maduro; o ar auxilia-o a crescer e o espaço, a mover-se. A terra gera o tecido muscular, ossos, o nariz e o sentido do olfato. A água gera os fluidos do corpo, a língua e o sentido do gosto. O fogo gera o calor, a aparência, os olhos e o sentido da visão. O ar gera a respiração, assim como a pele e o sentido do tato. O espaço gera os vários orifícios, entre eles o ouvido e o sentido da audição.

Assim como os chineses e hindus, que têm em sua anatomia os canais de circulação da força vital, o chi e o prana, respectivamente, os tibetanos chamam os canais de tsá, por onde circulam os líquidos, sangue e sêmen, e o "sopro da vida", de lung ou ar. O ar é elemento omnipresente e é relacionado ao sentimento; é comparado com o céu. A partir do momento da concepção a mente do embrião espalha o "sopro da vida". Na primeira semana o sêmen do pai e a consciência misturam-se em cada partícula do sangue da mãe, como o leite quando se transforma em coalhada.

       

Canais de TSA 

O desenvolvimento do feto dura 38 semanas. Até a 9ª semana, tem a forma de peixe e os membros não são visíveis; da 10ª até 17ª semanas, o estágio da tartaruga, o feto tem a forma desse animal; os membros apareceram, assim como os cinco órgãos sólidos, os seis órgãos ocos, os órgãos do sentido, os nervos conectivos e os canais. Da 8ª até a 35ª semana, o feto está completo. É chamado estado do porco, porque o feto pode sentir a sujeira do seu ambiente. Na 26ª semana, a memória é manifesta; a mente está clara, consegue lembrar-se de sua vida passada e olhar para o futuro. Na 36ª  semana a criança sente-se desgostosa e revoltada, com seu meio ambiente. Por essa época a criança perde sua claridade de memória.

Depois da 38ª semana, o feto fica de cabeça para baixo e está pronto para nascer.